Depoimentos

Caso de câncer de mama.

S. M. G. R. S.

No dia 15/10/2009 recebi um diagnóstico de câncer de mama, fiquei paralisada, na hora só consegui dizer uma frase: "Meu DEUS, e agora?". Não conseguia entender como aquilo estava acontecendo comigo, sempre cuidei da saúde: exames de rotina, alimentação, exercícios, chás após as refeições, tudo o que sabia que era bom procurava fazer, embora não deixasse de comer as coisas que gosto de vez em quando: filé grelhado, bife, churrasco, Mac Donalds, Xis, rodízio de pizza, doces...mas com moderação, só não era moderado o medo que tinha de doenças, e agora era realidade, estava diante do que mais temia.

Começamos a pensar por onde deveríamos começar: consultar outros especialistas, fazer todos os exames conforme as requisições, colocar cateter, tudo muito rápido...Foi então que lembrei do Professor Inamoto, consultei e iniciei o tratamento com ele no dia 19/10/2009.

Dia 23/10 fiz a primeira quimioterapia, senti como se perdesse as forças, me sentia fraca, pois o tratamento é muito forte, como disse uma médica: "...é como um tiro de canhão para matar um passarinho?".

Continuei o tratamento do Professor Inamoto, seguindo rigorosamente como recomendado: todos os suplementos e os quânticos, sem falhar um dia sequer!

Quando fui para a segunda quimioterapia já estava mais preparada, já me sentia mais forte, então foi mais fácil, na terceira então, o médico se espantou com o resultado absurdamente positivo, conforme ele mesmo disse, já saia da quimioterapia, ia almoçar na casa da minha mãe, depois ia trabalhar. As pessoas que se encontravam comigo, não conseguiam entender, e várias perguntavam para o meu marido se era verdade sobre o tratamento que eu estava fazendo, e surpresas respondiam: "mas como ela está tão bem!!! Vi ela passar, cumprimentando e sorrindo, ótima aparência, como se não estivesse fazendo nada!!!"

Alguns dias depois da quimioterapia, o que eu sentia era baixo astral, dizem que altera o estado emocional, e eu acredito, porque senti realmente, mas estava tomando "Ener-ESTIMA" (produto quântico) e logo me recuperava. Em seguida já voltava ao normal, saia pela manhã para trabalhar e, agradecia a DEUS por estar bem.

Conversei com várias pessoas que passaram por isso, e algumas que ainda estavam fazendo tratamento, e todas relataram os fatos negativos do tratamento: enjôos, azia, dor no corpo...a maioria ficava de cama até uma semana, algumas passavam muito mal, uma delas o marido tinha que levá-la para cama no colo, pois não conseguia caminhar. Cada vez mais, eu me surpreendia comigo mesma, a maneira como eu estava, a minha pele, a minha energia, embora estivesse sem cabelo, me arrumava, me maquiava, e me sentia muito bem, como se nada estivesse acontecendo, as vezes até esquecia de tudo.

Uma vez fiz a quimioterapia pela manhã, a tarde fui trabalhar e sai para comprar um presente de aniversário, estava na loja e tocou meu celular, atendi era minha cunhada perguntando como eu estava, logo respondi "estou bem, estou na loja comprando um presente", ela riu e disse " então está muito bem!", desliguei o telefone, e fiquei pensando o quanto a loja estava tumultuada e, eu no meio daquele povo, sabia que não podia freqüentar lugares tumultuados e nem lembrava.

Já tinha feito sete aplicações de quimioterapia e fomos viajar com uma turma de amigos, no hotel tinha uma enorme escadaria no jardim que ia até a piscina e outra que ia até a praia, pela manhã eu e meu marido descemos até a piscina, conversamos com um dos nossos amigos e, convidamos ele para ir até a praia, encontrar outros amigos que tinham descido, e ele disse: estão louco, é muito longe, muita escada!!! Eu e meu marido fomos, depois subimos de volta para piscina, eu convidei-os para subir até o restaurante, e o nosso amigo ficou espantado, perguntando: o que tu está tomando? O que é isso? Dá onde sai tanta energia?. A verdade é que me sentia tão bem, podia caminhar, subir e descer para qualquer lugar e era maravilhoso!!!

Terminei a quimioterapia dia 05/04/2010 e fiz cirurgia dia 03/05, mesmo no hospital não deixei de tomar nada, levei tudo separado e na quantidade certa para todos os dias, no outro dia após a cirurgia estava muito bem, pela manhã tomei café, depois tomei banho, recebi visitas, no segundo dia caminhei pelo hospital, segundo o médico a cicatrização estava ótima, e dia 06/05 sai do hospital.

Depois fiz 28 sessões de radioterapia, segundo a Dra. Rosi, pelo resultado dos exames não seria necessário, mas era preventiva, segundo ela minha pele estava ótima.

Hoje estou curada, fiz esse relato com intuito que, todas as pessoas que lerem, divulgue para quem precisa, e não deixem de fazer um tratamento complementar paralelo, tanto preventivo, como nos casos de ordem patológica. Sei que muitas pessoas são descrente daquilo que é mais natural, às vezes não são persistentes, mas eu, e as pessoas que conviveram comigo nesse período, sabemos o quanto vale a pena e o quanto é fantástico essa medicina alternativa, que além de ajudar a recuperar a saúde, nos traz o equilíbrio para viver bem. Em primeiro lugar, agradeço a DEUS todos os dias, porque guiou os meus caminhos e por ter passado tão bem por tudo isso. Agradeço também, ao Professor Inamoto, que usa o conhecimento que tem para ajudar e salvar vidas, agindo com responsabilidade, ética, empenho e dedicação, acreditando naquilo que sabe fazer.

Resultados:

Durante o período acima, a paciente passou por aplicações de Quimioterapia e paralelamente efetuou tratamento alternativo de proteção. Passou muito bem apesar dos tratamentos tradicionais e quando a ressonância chegou próximo da normalidade (324,7), os exames não mais detectaram fatores cancerígenos.

Observação: Todos os exames comprobatórios e os meios de terapias adotadas clinicamente estão disponíveis aos interessados, desde que autorizado por escrito pela paciente beneficiária.