Blog

Os 11 melhores alimentos antienvelhecimento

30/07/2019 17:29:14

Como você pode reduzir o envelhecimento de forma natural? Essa é uma pergunta que tem sido feita há séculos. Na verdade, as tentativas de combater ou reduzir os efeitos do envelhecimento datam desde os primórdios de nossa história. A maioria das pessoas quer parecer e se sentir jovem, levando especialistas a investir muitas horas e milhares de dólares na busca de fórmulas antienvelhecimento. Embora não exista uma fórmula especial que elimine magicamente as rugas, incorporar certos alimentos antienvelhecimento à sua dieta é a excelente estratégia para minimizar os efeitos do envelhecimento.


São alimentos deliciosos e nutritivos que irão ajudar a retardar a ação do envelhecimento em todas as partes do seu corpo, da pele ao cérebro, coração e articulações. Então, quais são os principais alimentos antienvelhecimento e o que exatamente eles fazem para manter seu corpo jovem e saudável? Bem, os principais alimentos antienvelhecimento também são alguns dos alimentos mais altamente antioxidantes e anti-inflamatórios.

 

1. MIRTILOS

Os mirtilos atrasam o envelhecimento e promovem a longevidade. A maioria das pesquisas sobre os benefícios dos mirtilos para a saúde concentra-se na melhora da cognição. Também são excelentes para a memória, pois diminuem o dano oxidativo das células do hipocampo.

Mirtilos são ricos em antocianinas, um composto com efeitos antienvelhecimento, limitando o dano celular causado por radicais livres e impedindo uma grande variedade de doenças.

 

2. CHOCOLATE AMARGO

O Comitê de Diretrizes Dietéticas de 2010 concluiu que a adição de quantidades moderadas de chocolate amargo, além de uma dieta saudável e natural, pode fornecer benefícios antienvelhecimento. Comer um pequeno pedaço de chocolate (25g) com o maior percentual de cacau que seu paladar suportar (70% a 85%) é suficiente para ajudar a retardar os efeitos do envelhecimento, segundo pesquisa publicada na Antioxidants & Redox Signaling.

 

3. NOZES

Comer nozes como parte de uma dieta saudável pode acrescentar anos à sua vida, ajudando a prevenir doenças crônicas, como câncer, doenças cardiovasculares e o declínio cognitivo. Nozes contêm gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas, e ambos os compostos têm sido associados com a redução do risco de doença cardíaca de diabetes tipo 2. Como todos os fatores vasculares foram relacionados à cognição, as nozes podem ter o potencial de retardar o declínio cognitivo em adultos mais velhos.

 

4. FIGOS

Os figos são ricos em flavonoides e polifenóis, que são responsáveis por propriedades antioxidantes que ajudam a prevenir várias condições médicas relacionadas ao estresse oxidativo, como problemas hepáticos e neurodegenerativos.

 

5. PROTEÍNA DE COLÁGENO

O colágeno é a proteína mais abundante no corpo, mantendo-o saudável e jovem por mais tempo.

Uma pesquisa do Departamento de Alimentos e Higiene Nutricional da Universidade de Pequim, na Escola de Saúde Pública da China, investigou os efeitos protetores dos peptídeos de colágeno na pele de ratos idosos e concluiu: "os resultados mostraram que o colágeno pode desempenhar um papel protetor no envelhecimento da pele, melhorando a atividade antioxidante".

Outras pesquisas publicadas no Journal of Science of Food and Agriculture descobriram que “a suplementação de colágeno pode promover o desenvolvimento ósseo em ratos em crescimento”.

Por conta disso, o colágeno, por seu alto poder antioxidante, tem sido utilizado em inúmeros produtos e suplementos com o intuito de reparar e prevenir danos causados por fatores ambientais ou pelo envelhecimento.

 

6. COGUMELOS

Os cogumelos produzem uma gama diversificada de componentes ativos com propriedades antioxidantes, antitumorais e antivirais. Eles também possuem compostos que modulam a imunidade. Incluir cogumelos na alimentação é uma atitude sensata contra o envelhecimento, de acordo com pesquisa publicada no Journal of Agricultural and Food Chemistry.

 

7. SALMÃO

O salmão tem grandes quantidades de astaxantina, um poderoso carotenoide antioxidante conhecido por seus benefícios no antienvelhecimento. A astaxantina é produzida pelo fitoplâncton e ingerido pelos peixes que a concentram em seus tecidos.

Foi realizado um estudo onde essa substância inibiu o dano oxidativo ao DNA, reduzindo os marcadores inflamatórios e fortalecendo o sistema imunológico. A astaxantina aumentou o colesterol HDL e diminuiu os triglicerídeos, melhorando a circulação do sangue. O sucesso clínico da astaxantina se estende além da proteção contra a inflamação e o estresse oxidativo, tornando-a útil para prevenir ou retardar os sinais de envelhecimento.

 

8. CALDO DE OSSOS

O caldo de ossos era um alimento muito popular algumas décadas atrás. Perdemos esse hábito alimentar saudável à medida que a correria do dia a dia das grandes cidades aumentava. Deveríamos resgatar esse hábito do tempo de nossas avós, pois de acordo com a Weston A. Price Foundation, o caldo de ossos contém minerais em formas que seu corpo pode absorver facilmente, incluindo cálcio, magnésio, fósforo, silício, enxofre e outros, que são importantes para a saúde óssea. Ele contém sulfato de condroitina e glicosamina, os compostos vendidos como suplementos para reduzir a inflamação, dor nas articulações e artrite.

 

9. ABACATE

O abacate tem estado nos holofotes recentemente como um superalimento, contendo fitoquímicos e importantes nutrientes essenciais para prevenir os efeitos negativos do envelhecimento. Abacates são ricos com ácidos graxos essenciais e antioxidantes, e é um alimento fundamental para manter suas artérias saudáveis e jovens.

 

11. AÇAFRÃO

O açafrão tem propriedades antienvelhecimento e tem sido usado em formulações de cosméticos há mais de 100 anos. De acordo com uma extensa pesquisa, incluindo estudos publicados em imunidade e envelhecimento, a curcumina no açafrão pode ajudar contra o envelhecimento das articulações, cérebro e outras condições neurodegenerativas.

 

COMO OS ALIMENTOS ANTIENVELHECIMENTO RETARDAM O ENVELHECIMENTO?

Existe vasta literatura ligando a nutrição ao combate do envelhecimento. O envelhecimento é manifestado pela diminuição do estado de saúde e aumento das chances de adquirir doenças relacionadas à idade, como Alzheimer, aterosclerose, câncer, diabetes e outras. O estresse oxidativo tem demonstrado ser um fator importante no processo de envelhecimento, levando à inflamação e à degradação das células saudáveis.

Alguns alimentos, como carboidratos refinados, alimentos adoçados e óleos vegetais (milho, soja, canola) podem causar inflamação em seu corpo. Portanto, eliminá-los ou reduzi-los em sua dieta pode mantê-lo mais saudável e reduzir os sinais de envelhecimento.

Felizmente, os alimentos saudáveis que combatem a inflamação são apetitosos e facilmente acessíveis. Sua melhor chance de viver uma vida ativa e longa é evitar alimentos inflamatórios e aprender quais alimentos fornecem nutrição adequada e antioxidantes para ajudar a combater doenças, principalmente, as degenerativas.

Saber se alimentar de forma saudável pode melhorar a sua saúde e sua qualidade de vida. Saiba mais sobre esse assunto clicando aqui


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: