Blog

Terapia OrtoBiomolecular no equilíbrio do organismo.

02/07/2018 14:29:07

A terapia ortomolecular é utilizada por muitas pessoas a fim de tratar doenças. A base desse tratamento é a identificação de desequilíbrios nutricionais no organismo - falta ou excessos. O paciente que se submete à terapia ortomolecular terá o seu corpo estudado e identificados os níveis moleculares de vitaminas, minerais e aminoácidos para repor ou subtrair esses componentes até ser encontrado um equilíbrio.


Esse procedimento é uma forma mais natural de curar doenças, porém ele não age na raiz do problema, identificando as causas dos desequilíbrios. Com base na terapia ortomolecular, surgiu a terapia OrtoBiomolecular - uma evolução do tratamento que olha para a causa dos problemas de saúde.


A terapia OrtoBiomolecular tem como objetivo básico a busca e a pesquisa dos fatores que conduziram ao distúrbio do organismo. O conceito biomolecular tem uma visão mais abrangente, uma vez que sua  pesquisa não se limita simplesmente ao organismo, mas também às incidências ambientais da poluição e infestações parasitárias.


IDENTIFICAÇÃO


O primeiro passo da terapia OrtoBiomolecular é a chamada Biorressonância. Essa técnica foi criada em 1950 e tem na sua base o tratamento de acupuntura. Seguindo a lógica de pontos chaves no organismo, a Biorressonância mede a vibração de cada órgão ou sistemas como um topo. Essa vibração é o resultado da energia liberada pelas moléculas e segue a ordem da física quântica.


Por meio dessa medição é possível identificar se o organismo do paciente está em equilíbrio ou não. No segundo caso, é estudado mais profundamente da onde vem esse comportamento anômalo e como regularizá-lo por meio da desintoxicação e a ingestão correta de nutrientes.


A maior vantagem desse método frente a terapia ortomolecular é que por meio dele é possível identificar desequilíbrios no organismo antes mesmo deles se manifestarem em forma de doença. Assim segue-se a máxima de que prevenir é melhor do que remediar.

 

O FOCO NÃO É TRATAR A DOENÇA, E SIM EQUILIBRAR O ORGANISMO PARA QUE ELA NÃO CHEGUE

 

Hoje é praticamente impossível alguém se isentar de fatores negativos provenientes da alimentação, da poluição existente no ar que respiramos e também da água que bebemos. A absorção de metais e amálgamas, bem como de parasitas indesejáveis, é inevitável. O acúmulo desses males desequilibram o organismo e dão origem a diferentes doenças. Por isso, é recomendada a neutralização dos metais tóxicos a cada três anos, e desestabilização dos parasitas a cada ano. A terapia OrtoBiomolecular pode ajudar a identificar as taxas de desequilíbrio para o tratamento correto de desintoxicação.


O tratamento também funciona de forma indireta. O câncer, por exemplo, é uma doença que surge pelos fatores da agressão ambiental de ordem exógena ou endógena, e que descaracteriza as funções do DNA. Normalmente o distúrbio se manifesta nos pontos mais debilitados do organismo. A metodologia não visa tratar o câncer propriamente dito, mas trabalha basicamente na questão da imunidade do indivíduo e na inversão frequencial da energia tumor, de forma coadjuvante às terapias convencionais.


PREVENÇÃO É O MELHOR REMÉDIO


A terapia OrtoBiomolecular é usada desde meados dos anos 2000. Ela aposta em um conceito antigo propagado em diferentes culturas: a prevenção. O Método QuantumBIO é baseado nessa mesma ideologia. Ele utiliza a Biorressonância para identificar intoxicações ou desequilíbrios no organismo antes destes se desencadearem em forma de doenças. Com base na estrutura do organismo é possível fazer uma limpeza no mesmo e incrementar a alimentação para  desenvolver um sistema imunológico forte que mantenha o corpo sempre saudável.

 

Saiba mais sobre o Método QuantumBIO e seus benefícios.


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: