Blog

O que é Odontologia Integrativa - Por Dr. Rodrigo Venticinque.

02/07/2018 14:33:42

Apresar de haver outros conceitos sobre Odontologia Integrativa, este é o que mais descreve nossa filosofia.

 

Atuamos na estrutura, porém com uma visão das reações químicas orgânicas e das emoções que acontecem em nosso corpo.

 

Entendemos que qualquer desequilíbrio no sistema estrutural, químico orgânico ou emocional pode acabar desequilibrando o organismo como um todo. Quando começamos a equilibrá-los, o organismo tende a se equilibrar também.


 


A Odontologia Sistêmica e Integrativa trabalha a visão holística de saúde integral, pois estudos apontam que existem fatores orgânicos, posturais e emocionais que têm sua origem no Sistema Estomatognático (que engloba os processos de mastigação, deglutição, respiração, entre outros).

 

Neste contexto, o dentista tem o papel de observar os problemas de forma mais profunda, com visão multidisciplinar, para buscar o equilíbrio do paciente.

 

Problemas respiratórios ou incorreções na postura corporal podem ter origem na má oclusão, que é o encaixe incorreto entre a maxila e a mandíbula, impactando na posição da coluna vertebral.

 

Estes transtornos podem gerar problemas físicos (dores de cabeça, da coluna vertebral e membros), emocionais, comprometer os músculos, órgãos e funções corporais voluntárias ou involuntárias. Ainda podem impactar na aprendizagem, concentração e comportamento. Ou mesmo na autoestima do paciente.

 

A correção dental adequada, quer pelo uso de aparelhos, quer por restaurações ou próteses, tem um impacto fundamental. O tratamento também envolve um olhar voltado para as emoções e sentimentos do paciente, pois tudo interfere no bom funcionamento orgânico e postural.

 

A importância da boca vem desde a amamentação, pois ela é a primeira forma de contato e expressão. A boca reflete as manifestações da mente e do corpo. O auxílio multidisciplinar significa buscarmos explicações e ajuda na Odontologia, Medicina, Fonoaudiologia, Psicologia, Fisioterapia, Terapias Corporais e outras. É esta soma de conhecimentos que tornará possível conseguir dar ao paciente o equilíbrio geral, efetivo e duradouro.

 

Podemos ter na boca uma série de Campos Interferentes a nossa saúde.

 

Alguns exemplos:

 

  • Amálgama dental que continuamente libera o mercúrio na nossa boca;
  • Corrente galvânica devido a diferentes metais odontológicos;
  • Problemas periodontais, cáries, cistos e de canal;
  • Utilização de materiais tóxicos nos dentes;
  • Vários outros problemas que podem interferir diretamente no nosso terreno biológico ou como um foco infeccioso à distância em nosso corpo.

 

Como agem as terapias biofísicas voltadas à Odontologia Integrativa?

 

Utilizamos a hipótese de ondas destrutivas e construtivas por meio dos compostos frequenciais da QuantumBIO para “desligar” os metais tóxicos e estimular a formação de osso, cartilagem, hormônios etc.

 

A onda destrutiva é uma contra-frequência que “desliga” a ligação covalente entre os metais tóxicos, enzimas e aminoácidos.

 

A onda construtiva amplia a informação dada à célula para formar o que mais necessitamos.

 

Na Odontologia Integrativa, podemos também usar compostos frequenciais para gerar uma desarmonia em bactérias, fungos e parasitas inibindo o seu crescimento e estimulando o sistema imunológico a “comê-los”.

 

Melhoramos assim problemas de periodontia crônica, diminuímos risco de cáries, aumentamos as chances de sucesso de implantes, enxertos ósseos, desintoxicação do mercúrio entre outros benefícios.

 

Por Dr. Rodrigo Venticinque


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: