Blog

Bioenergética e Metabolismo.

21/07/2017 18:19:57

O homem, bem como outros seres vivos, possui uma intrincada e complexa estrutura funcional. A sustentação da complexidade dos organismos vivos pelos conceitos normais, resume-se ao consumo e transformação dos alimentos. Entretanto, a ordem interna acontece devido a um estado de equilíbrio dinâmico, obtido às custas de nutrientes e energia, obtidas do meio ambiente e transformadas através do metabolismo.


A fim de entender as vias metabólicas, o fluxo energético e a dinâmica do metabolismo celular, é importante compreender o mecanismo das trocas energéticas que ocorrem nas reações químicas simples catalisadas por enzimas específicas, nas condições devidas de temperatura e pressão que ocorrem no meio celular. As reações catalisadas enzimaticamente possibilitam a transferência eficiente de energia química, enquanto que as vias metabólicas centrais processam as moléculas dos nutrientes principais, tais como carboidratos, gorduras e aminoácidos e promovem a liberação de parte da energia livre das moléculas na forma de ATP. Verifica-se que a atividade bioquímica dos organismos vivos é coordenada por milhares de enzimas, as quais funcionam como se fossem controladas por um magnífico computador, objetivando a manutenção da ordem interna das células em função das variações imprevisíveis do meio ambiente.


Assim, a homeostase orgânica, natural dos seres vivos, é um evento simplesmente magnífico, pois é orquestrada por inúmeras enzimas que funcionam em harmonia.


Dessa forma, entendemos que a função enzimática é primordial na consecução do metabolismo e este por sua vez na produção eficiente de energia para sobrevivência dos organismos vivos.


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: