Blog

Ganhar músculos, qualificar Sistema Imunológico e Endócrino.

21/07/2017 18:05:41

E se existisse um medicamento universal? Uma poção mágica que nos protegesse de fato contra as principais doenças? Essa receita milagrosa está ao alcance de nossas mãos, e, no entanto utilizamos muito pouco: é a atividade física regular. O exercício intervém na luta contra a doença de Alzheimer, os mais variados tipos de câncer, as patologias cardiovasculares e a manutenção de níveis hormonais adequados. Ele esta na primeira linha para fortalecer o sistema imunológico, combater a ansiedade e a depressão, e frear a osteoporose. Também ajuda a manter um peso saudável. A inatividade, tanto física como intelectual, acelera de forma considerável o envelhecimento e provoca numerosas doenças.


O ELIXIR SECRETO DOS MÚSCULOS


Os cancros dos músculos são muito raros, embora a massa muscular represente 35% do peso corporal. O câncer do músculo cardíaco é raro. O coração ejeta 5 litros de sangue por minuto, tal como os rins. No entanto, os cancros renais são frequentes, embora a exposição que eles tem aos resíduos tóxicos cancerígenos presentes no sangue seja a mesma. Como explicar que os músculos sejam poupados pelo cancro, enquanto outros órgãos são frequentemente afetados?


Os estudos científicos mostram que atividade física diária, a razão de trinta minutos por dia sem parar, diminui em 40% o risco do câncer. Os músculos agregam então um “elixir” protetor, que começa a revelar os seus segredos.


Quanto mais diário e continuo for o exercício, mais os músculos se desenvolvem. Um paciente idoso que não pratique nenhum desporto vê os seus músculos derreterem-se como neve ao sol. Os esforços despendidos cotidianamente – ou seja, durante um dia normal, sem praticar exercícios – estão longe de ser suficientes para que se obtenham efeitos de proteção eficazes. Chegamos à noção de dose mínima. Na pratica é necessária uma atividade de pelo menos trinta minutos por dia para se desfrutar dos benefícios sobre os músculos.


OS BENEFÍCIOS DO EXERCÍCIO 


O nosso corpo é um mecanismo de alta precisão que todos os dias necessita de cuidados. Para além da prevenção das doenças, a atividade física, quando é regular e bem executada, melhora de forma espetacular a qualidade de vida. Ela permite a secreção de endorfina, a qual chamo de hormônio do bem-estar. A produção de endorfinas reduz o stress e afugenta os pensamentos sombrios. Elas são produzidas durante o exercício, mas os seus efeitos prolongam-se durante horas.


Ainda o exercício físico propicia um formidável nível de valorização de si mesmo e de orgulho em cada pequeno desafio diário que é ultrapassado. Instaura-se então um círculo virtuoso, que se amplifica dia após dia. Logo que tenhamos incorporado essa disciplina no modo como usamos o nosso tempo, as coisas tornam-se cada vez mais fáceis, porque as endorfinas passam a dominar. Rapidamente nos acostumamos às sensações agradáveis geradas pelos hormônios da felicidade. Verifica-se até uma sensação de carência quando não praticamos desporto durante um ou dois dias. E é com naturalidade que recomeçamos, pelo prazer de reencontrar esses efeitos maravilhosos.


Como vimos, para que os mecanismos de proteção sejam ativados durante exercício físico, é preciso praticar pelo menos 30 minutos por dia sem parar. Durante os primeiros 20 minutos, queimam-se açúcares. É somente após esse lapso de tempo que começa atacar as gorduras más. É por essa razão que atividades como a caminhada na cidade – onde muitas vezes só se “arrasta os pés” – ou a prática do golfe não produzem resultados significativos. Existe toda uma profusão de atividades mais eficazes: a marcha rápida, o ciclismo, a natação, o fitness, o jogging.


O importante é aumentar regularmente a intensidade do esforço. Atenção, qualquer que seja o exercício é sempre preciso garantir que a frequência cardíaca não ultrapasse 220 batimentos por minuto menos a sua idade. Por exemplo; para uma pessoa de 50 anos a frequência cardíaca não deve ultrapassar 170bpm (220 menos 50).


VARIAR OS EXERCÍCIOS


Se praticar sempre o mesmo exercício, durante um período de tempo semelhante, produzirá cada vez menos esforço. Isso significa que os mecanismos fisiológicos de proteção também perderão gradualmente o seu desempenho. O ideal é variar as atividades, alternando marcha, natação, corrida, musculação, ciclismo, etc.


Ao praticar esforços diferentes, irá solicitar outros músculos, estimulá-los e fazer aumentar a potência da atividade deles.


Enfim, a prática regular de exercícios é fundamental para nossa saúde com longevidade.


“Se o exercício físico pudesse ser colocado dentro de uma pílula, seria o medicamento mais vendido em todo o mundo.”  - Robert Butter (Médico Inglês).


Por Dr. Édio Schaurich (CRM-RS 19557)

Diretor Médico Spa Tour Life 


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: