Blog

Distúrbios Hepáticos.

21/07/2017 18:04:55

Fatores que regem a desarmonia do organismo humano.


Quando se fala em harmonia musical, podemos nos deparar com sinfonias alegres e saltitantes, ou mesmo com sinfonias bucólicas e tristes, que nos levam à inércia ou à melancolia. A diferença entre elas está na sua composição, e não nos instrumentos que as executam. De forma análoga, o ser humano pode estar em certos momentos alegre e entusiasmado; e em outros, triste e depressivo. A questão não está nos órgãos ou sistemas do organismo, mas sim nos hormônios, que são fluídos que regulam as ações como se fossem as notas musicais de uma sinfonia. Neste comparativo, só há uma diferença: o fato da música ser alegre ou triste não significa desarmonia na sua composição, e sim no objetivo do autor; já uma pessoa estar ansiosa, hiperativa ou depressiva pode indicar uma disfunção endócrina que deve ser corrigida.  


SINTOMAS DA DISFUNÇÃO HORMONAL


Seja você do sexo masculino ou feminino e possuir alguns dos inconvenientes abaixo, é importante fazer análises preventivas do processo endócrino (hormonal), visando normalizar a situação. Assim, evitará muitos problemas futuros, sejam eles de origem orgânica, emocional ou social.


Veja se você sofre de algum desses inconvenientes:


  • Falhas de memória de fatos de curto prazo.
  • Dificuldade de concentração ou pouca paciência.
  • Eventuais tonturas ou vertigens.
  • Problemas intestinais / prisão de ventre.
  • Alterações de pressão arterial (alta ou baixa) / arritmias.
  • Alterações emocionais (ansiedade, depressão ou nervosismo).
  • Alterações na pele (acnes, alergias ou ressecamento).
  • Falta de energia / má disposição / cansaço.
  • Ganho de peso ou emagrecimento anormal.
  • Falta de libido.


FAÇA A SUA AVALIAÇÃO


Enumere os inconvenientes acima e utilize a tabela abaixo:




Observação importante: As informações e conselhos disponibilizados neste material, não substituem o parecer/opinião de um profissional Médico, Enfermeiro, Farmacêutico e/ou Nutricionista.


POR QUE OCORREM DISTÚRBIOS HORMONAIS?


Normalmente, os distúrbios hormonais são provenientes da decadência das funções essenciais de certas glândulas cerebrais, tais como o hipotálamo e a hipófise. Em consequência, esse desequilíbrio desestabiliza outras glândulas da cadeia hormonal, principalmente a tireoide. É importante entender que a queda na eficiência dessas glândulas pode ter origem na carência de alguns nutrientes não consumidos ou não metabolizados pelo organismo, devido a carências de outros cofatores no aproveitamento dos mesmos. Assim, quando há evidências da carência de uma substância, não basta simplesmente consumi-la, e sim associá-la a outras interdependentes, otimizando a sua fixação.


POR QUE OCORREM CARÊNCIAS NUTRICIONAIS?


Na atualidade, é muito difícil atender a necessidade orgânica unicamente através da alimentação normal sem a adoção de suplementação nutricional. Isso ocorre em função do solo exaurido, que reduz a quantidade de nutrientes nos alimentos, e também pela presença de substâncias químicas na sua confecção, seja na etapa de cultivo ou de industrialização. Além disso, maus hábitos na alimentação no que toca o consumo excessivo de proteínas de origem animal e a ingestão simultânea de carboidratos acabam por produzir uma combinação inadequada. Isso pode levar a sobrecargas nos sistemas digestivo e circulatório.


COMO CONQUISTAR O EQUILÍBRIO HORMONAL 


Os distúrbios endócrinos podem ter origem na ineficiência do eixo hipotálamo/hipófise, que pode impactar em toda cadeia hormonal. A ciência ainda busca compreender a complexidade das relações entre todos os hormônios que o ser humano possui, bem como suas interdependências. A reposição hormonal pode ajudar, mas não é capaz de agir nas origens do distúrbio, apenas em suas consequências. É preciso muito critério e um bom acompanhamento médico, pois a reposição inadequada pode inibir o organismo de produzir o hormônio em questão. Em paralelo às terapias de reposição, é possível de forma coadjuvante buscar o equilíbrio do organismo como um todo e fazer com que a natureza encontre novamente sua harmonia. Para isso, aconselha-se uma boa nutrição e um bom estilo de vida.


REVITALIZAÇÃO ORGÂNICA PODE SER UMA ALTERNATIVA


Revitalizar o organismo significa regenerar suas funções vitais, afim de que tudo funcione da melhor forma possível. A degradação pode ocorrer em função da desnutrição do nosso cérebro, por isso é aconselhável repor nutrientes essenciais. Para melhor nutrir o cérebro, é necessário também otimizar os processos digestivo, hepático, renal e circulatório através de suplementos que atendam as funções vitais, além de uma boa oxigenação e água de boa qualidade.


ATITUDES E SUPLEMENTOS PARA REVITALIZAÇÃO



Observação: Nenhum dos produtos apresentados no presente material substitui o uso de medicação convencional, tratando-se de suplementos ou essências vibracionais que auxiliam no reequilíbrio energético do organismo.

Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: