Blog

Enzimas Digestivas.

21/07/2017 17:07:58

A ação conjunta dos processos hormonais e enzimáticos são fontes geradoras do equilíbrio orgânico, que se chama saúde.


A nutrição perfeita não requer somente uma boa alimentação. O aproveitamento dos nutrientes contidos nos alimentos que ingerimos depende da eficácia enzimática, afim de que estes sejam fracionados adequadamente em moléculas devidamente aproveitáveis. 


As enzimas são proteínas responsáveis pelo fracionamento dos alimentos, e a recomposição destes em moléculas adequadas ao organismo é exercida pelas funções metabólicas, dependentes do equilíbrio endócrino. 


A flora bacteriana digestiva, constituída de bilhões de microorganismos essenciais ao desempenho orgânico, é responsável pela eficácia enzimática no processamento dos alimentos que consumimos no dia a dia.


Contudo, a maioria da população tem deficiências enzimáticas devido à ação negativa da poluição dos alimentos e da infestação parasitária, que destroem a flora necessária que trabalha a nosso favor. 


A ineficácia digestiva conduz à desnutrição. Esta, por sua vez, causa precocidade na queda do desempenho neuro-endócrino, desestabilizando a função hipofisária. Por consequência, inabilita a tireóide e na sequência o metabolismo. 


As deficiências ou incompatibilidades enzimáticas são fontes geradoras da maioria dos distúrbios tais como: alergias alimentares, má digestão, problemas de pele, gases, flatulências, intolerâncias alimentares (como ao glúten, a lactose, etc.), problemas gastrintestinais, refluxos, entre outros.


Segundo as minhas pesquisas em mais de 15.000 pacientes, cabe salientar que todas as pessoas que apresentaram níveis elevados de metais tóxicos e infestações parasitárias não tinham bom desempenho digestivo e apresentavam distúrbios decorrentes do desequilíbrio neuro-endócrino.


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: