Blog

Alimentos auxiliares para o bom funcionamento do Sistema Hepático.

21/07/2017 16:17:31

Saiba mais sobre a Lecitina e a Chlorella.


O QUE É LECITINA


O nome Lecitina é originária da palavra grega “Lekithos”, que significa gema de ovo, pois foi a partir dela que inicialmente se isolou, em meados do século passado, uma substância natural, rica em fósforo que genericamente é designada de fosfatídeos.


A lecitina tem em sua composição 3 fosfatídeos: fosfatidilcolina, a cefalina e o fosfatídio de inositol. Fazendo parte da estrutura dos fosfatídeos aparecem também os ácidos graxos poli-insaturados essenciais (ácidos linoléico e linolênico). Na lecitina de soja, são encontradas ainda, em quantidades menos significativas, as chamadas vitaminas lipossolúveis ou sejam, as vitaminas A, E e K e alguns minerais, além de fósforo, o cálcio, o ferro e o magnésio.


A Lecitina age no organismo através da ação isolada ou sinérgica dos seus principais componentes, que são a Colina, o Fósforo, o Inositol, os Ácidos Graxos Poli-insaturados e outros princípios ativos. 


  • INDICAÇÕES E USOS

A Lecitina por ser um dos maiores tensoativos da natureza, tem capacidade de emulsionar as gorduras existentes na corrente sanguínea, evitando a adesão de gorduras nas paredes das artérias e no tecido adiposo, que pode levar a obesidade. Portanto, é um suplemento alimentar sem contra-indicações, utilizável em regimes alimentares, que age como preventivo nas enfermidades resultantes do acúmulo de gorduras no organismo. 

É indicada na prevenção de doenças cardiovasculares, na redução do colesterol, na proteção do fígado e para impedir a formação de cálculos biliares. Recomendada como auxiliar no tratamento da obesidade e de enfermidades da pele e cabelos. Tônico para o sistema nervoso e atividades cerebrais.

  • COMO CONSUMIR

Normalmente as lecitinas comerciais são vendidas em cápsulas gelatinosas de 500mg, que é a melhor forma de proteção e consumo.

A dosagem média de consumo na prevenção deve ser de 06 a 08 cápsulas diárias, de preferência próximo às principais refeições. Pessoas com problemas de saúde, assim como qualquer alimento, devem buscar a orientação de um profissional habilitado.

Qualquer que seja a situação, é conveniente não ultrapassar o consumo diário superior a 20 cápsulas de 500mg.


O QUE É CHLORELLA


Conhecida como “PÍLULA DO ASTRONAUTA”, é o que há de mais moderno na ciência de alimentação. A Chlorella pertence a família de algas verdes unicelulares de elevado teor em clorofila e de grande importância na oxigenação das células e revigoramento do organismo. Segundo o Dr. Bernard Jensen “CHLORELLA É O ALIMENTO MAIS NUTRITIVO DO SÉCULO”.  


  • SAIBA MAIS SOBRE OS BENEFÍCIOS E VANTAGENS DA CHLORELLA

• Auxilia na desintoxicação (inclusive de metais pesados como Chumbo, Mercúrio, Alumínio e Cádmio). Ameniza a toxidade do álcool, evitando a ressaca (hepatoprotetor).
• Melhora a oxigenação celular (rica em magnésio) e intersticial. Regula o pH sanguíneo.
• Auxilia na reposição de Micro e Macro Minerais, além de Vitaminas Essenciais.
• Segundo testes realizados no Japão, auxilia no desenvolvimento infantil, melhorando o desempenho mental. No Japão, a Chlorella é distribuída na rede pública escolar de forma gratuita.
• Alimento rico em microfibras, equivalendo aproximadamente a 1kg de verduras em termos de clorofila a cada 300mg. Regula a função do intestino (evita distúrbios intestinais, tais como prisão de ventre, etc.).
• Normaliza o peso gradualmente, melhora a circulação sanguínea e remove o excesso de gorduras. 
• Melhora os problemas estomacais e favorece o balanceamento alimentar.
• Elimina o cansaço, dando mais resistência (melhora o metabolismo dos carboidratos).
• Ameniza os efeitos colaterais de produtos alopáticos, principalmente da quimioterapia.
• Não tem restrições de uso em quaisquer que seja a idade.

  • COMO CONSUMIR

Prevenção: Consumir de 12 a 30 comprimidos de 200mg diários, com bastante ingestão de água. Crianças: Consultar.


Faça seu comentário:

País:

Atuação profissional: